Dez dúvidas sobre a conservação dos seus pneus

Veja perguntas e respostas para proporcionar maior vida útil e mais segurança ao rodar com seu automóvel

  1. Home
  2. Bolso
  3. Dez dúvidas sobre a conservação dos seus pneus
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Os pneus são item de segurança e equipamento obrigatório, por motivos óbvios: são eles que proporcionam todo o contato do veículo com o solo, além de terem papel fundamental no esterçamento das rodas. Eles precisam estar em boas condições para garantir boas condições de aderência e dirigibilidade em geral e requerem cuidados constantes, como alinhamento e balanceamento em prazos regulares, além de calibragem correta.

LEIA MAIS

Sabendo disso, o WM1 destaca aqui dez dúvidas recorrentes a respeito da manutenção e da troca dos pneus, com suas respectivas respostas, com base em informações de empresas fabricantes do componente. Confira abaixo.

O estilo de condução afeta a vida útil do pneu?

Sim. A forma com que você dirige o veículo tem relação direta com a durabilidade do componente. Frenagens, acelerações e mudanças de direção bruscas, por exemplo, "forçam" mais os pneus, causando seu desgaste prematuro - além de elevar o consumo de combustível. Prefira uma condução progressiva e suave, além de atentar para a manutenção dos pneus

Tem problema trocar só um pneu?

icon photo
Legenda: Troca do pneu deve seguir as especificações e medidas da unidade que será substituída
Crédito: iStock

Sim, a prática não é recomendada pelas fabricantes. Pneus em condições de conservação diferentes podem deixar o carro instável em frenagens, além de afetar a leitura dos sensores do ABS e dos controles de estabilidade e tração, de acordo com a Goodyear

Como proceder ao trocar dois pneus de uma vez?

Se você não trocar o conjunto inteiro, a recomendação é substituir sempre aos pares em cada eixo. Os dois pneus devem ser exatamente os mesmos, tanto em relação às medidas quanto ao tipo de construção, levando em conta também os índices de carga e velocidade. Se for trocar apenas o par, coloque sempre os pneus novos no eixo traseiro - as rodas dianteiras, que esterçam, são mais facilmente controladas, mesmo com pneus mais gastos. Troque, inclusive, por pneus da mesma marca

Quando devo realizar alinhamento e balanceamento?

Para evitar o desgaste irregular dos pneus e prolongar sua eficiência e vida útil, faça a manutenção do alinhamento e do balanceamento das rodas a cada seis meses ou 5.000 km rodados, recomenda a Goodyear. O procedimento também é recomendado depois de uma viagem longa

Como fazer a calibragem?

icon photo
Legenda: Calibragem dos pneus deve ser realizada sempre seguindo a pressão indicada no manual do carro
Crédito: dicas conservação pneus

Siga sempre as pressões indicadas em psi no manual do automóvel. Cheque a calibragem a cada 15 dias, sempre com os pneus frios, de preferência pela manhã e em um posto ou autocentro próximo de onde o veículo passou a noite estacionado. Pneus quentes prejudicam a medida correta da pressão porque o ar em seu interior se expande com o calor, aumentando a pressão interna. Ou seja, calibrar pneu quente faz com que você coloque uma pressão inferior àquela recomendada. Vale destacar que pneu com pressão baixa aumenta a área de contato com o solo e, consequentemente, o arrasto - o que causa consumo de combustível maior

Tem problema usar pneu remoldado ou recapado?

icon photo
Legenda: Na hora da troca, dê sempre preferência a pneus novos, com estrutura íntegra e garantia
Crédito: iStock

Especialmente no caso de automóveis de passeio, a recomendação das fabricantes é evitar esses pneus recondicionados porque na verdade são unidades já gastas, que podem apresentar problemas estruturais ou outros. Prefira sempre pneus novos na hora da troca, com garantia e estrutura íntegra. Para saber se o pneu está careca e precisa ser substituído, a banda de rodagem traz uma marcação entre os sulcos chamada de TWI (thread wear indicator ou indicador de desgaste). Se a altura da banda estiver no mesmo nível da TWI, que é um ressalto de borracha, significa que chegou a hora de trocar

Pneu careca melhora a dirigibilidade em pista seca?

Não. Embora pneus "slick", aqueles lisos, de competição, ofereçam de fato mais aderência em piso seco, o mesmo não vale para unidades com banda de rodagem desgastada. Isso acontece por se tratar de pneus velhos, que já estão no fim da sua vida útil, que inclusive podem apresentar comprometimento estrutural. Sem contar que, com a banda de rodagem está desgastada, ela conta com menos borracha e está mais propenso a furos. Sem falar que, na eventualidade de passar com a roda sobre uma poça ou área alagada, a falta de sulcos no pneu prejudica o escoamento da água, elevando o risco de aquaplanagem

Pneus 'run-flat' podem ser usados em qualquer veículo?

Não. Disponíveis de série em carros mais caros e luxuosos, os pneus "run-flat" são aqueles que não murcham, mesmo após serem perfurados. A Pirelli informa que o veículo precisa ser homologado para rodar com esse tipo de pneu. Isso inclui a presença de sensor de pressão de série, para que o condutor saiba que o pneu foi perfurado, ajuste específico na suspensão, por se tratar de um pneu mais rígido, e roda com aro específico para esse tipo de tecnologia. De acordo com a Pirelli, em rodas comuns o pneu "run-flat" pode se desprender após ter perdido pressão

Pneus "run-flat" são mais duros e frágeis?

Parcialmente. Por contar com reforços estruturais nos flancos, ombros e talões, esse tipo de pneu é mais robusto e pode passar a sensação de menor conforto de rodagem. Mas isso, segundo a Pirelli, não interfere na performance, mantendo os padrões requeridos de aderência, estabilidade e segurança

Pneus 'verdes' ou de baixa resistência ao rolamento exigem distância maior de frenagem?

Não. De acordo com a Pirelli, embora esses pneus tenham mais sílica na sua composição, reduzindo a resistência das rodas à rodagem no piso e, com isso, o consumo, suas características de segurança não são prejudicadas. A Pirelli diz que isso acontece por conta do uso de novos compostos, que possibilitam ao pneu "verde" ser ainda melhor que o convencional nos quesitos frenagem, consumo de combustível, rolamento e ruído

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors