No Brasil, modelo não sofrerá modificações

Sprinter ganha cara e motores novos na Europa
  1. Home
  2. Bolso
  3. No Brasil, modelo não sofrerá modificações
Aparício Noscuro
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Enquanto no Mercosul o utilitário Mercedes-Benz ganha uma versão com capacidade de carregar até 2.755 kg, quase 1 tonelada a mais que a versão anterior, na Europa ele ganhou alterações estéticas e os poderosos motores CDI common rail direct injection, injeção direta com galeria única, de quatro e cinco cilindros, mais fortes e menos poluentes que os anteriores. O topo de linha tem 158 cv e 33,7 kgm.
As modificações mais evidentes na aparência podem ser notadas no capô, que agora invade a grade dianteira, e nos faróis, maiores e integrados aos piscas.
A economia nos novos motores é reforçada com trocas de óleo a cada 22.500 km ou a cada dois anos.
O novo Sprinter europeu tem luxos que muitos carros de passeio nacionais sequer oferecem, como o sistema Assyst, que avisa sobre as trocas de óleo, a embreagem automática ASG, similar ao sistema AKS usado no Classe A, câmbio de seis marchas e os sistema start-stop algo como liga-desliga, que desliga o motor automaticamente 3 segundos depois de o motorista parar o veículo e religa o motor assim que ele pisa na embreagem, o que garante uma economia de combustível e redução de emissão de poluentes de mais de 8%, segundo a montadora alemã.
Para o Brasil, não há previsão de chegada do novo modelo, mas deve demorar...

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors