Os dois países ainda não chegaram a um consenso sobre quantidade de peças locais nos carros

Acordo automotivo: a novela entre Brasil e Argentina continua
  1. Home
  2. Bolso
  3. Os dois países ainda não chegaram a um consenso sobre quantidade de peças locais nos carros
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Brasil e Argentina não conseguiram fechar nesta terça-feira 02/04 as negociações para um acordo automotivo definitivo, em uma série de reuniões nas quais as posições foram mais distanciadas do que convergentes. A delegação argentina impôs resistência às propostas do Brasil, que foram centradas na alteração de três pontos dos quais ambos os países haviam concordado em março último.

A principal divergência está na porcentagem de peças regionais Mercosul e locais país de origem do carro. Os argentinos defendem 40% de regionais e 60% de locais, enquanto os brasileiros propõem até 60% de peças e acessórios regionais. Apesar das diferenças, os governos argentino e brasileiro garantiram que o acordo definitivo será fechado logo e confirmam que, em 1º de julho, o futuro regime automotivo começará a vigorar bilateralmente.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors