Os seis melhores sedãs abaixo de R$ 80 mil

Separamos as versões de modelos de diferentes marcas com bom custo/benefício

  1. Home
  2. Bolso
  3. Os seis melhores sedãs abaixo de R$ 80 mil
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O mercado brasileiro adora sedãs. Prova disso é que a carrceria mais buscada dentro da Webmotors e há muitas opções no segmento, em especial os da subcategoria dos chamados "premium" - mais equipados em relação à base do mercado. WM1 separou a versão com melhor custo/benefício de cada três-volumes para ver qual combina melhor com seu bolso.

Para tal, mostramos as principais características de cada veículo, além de informações sobre dimensões. Também destacamos o consumo aferido pelo Inmetro e o custo das três primeiras revisões com mão de obra inclusa e tendo como base a cidade de São Paulo.

Honda City LX - R$ 77.500

Honda City 2018 Exl 57
icon photo
Legenda: Honda City se vale da reputação da marca e confiabilidade mecânica para ser um dos melhores sedãs

Os modelos da Honda costumam ser salgados, e com o City não é diferente. Para entrar dentro do nosso "teto de gastos" para os melhores sedãs, só mesmo nesta versão intermediária LX, com uma lista de itens de série razoável. Na segurança, traz o obrigatório, além de luzes diurnas de LEDs e Isofix.

Também é equipado com ar, direção elétrica, trio (vidros com função um toque), chave tipo canivete, volante com ajustes de altura e profundidade, computador de bordo, rodas de liga leve e banco traseiro bipartido. O som, contudo, é básico, com entrada USB e Bluetooth.

O motor 1.5 16V de 116/115 cv com a caixa CVT oferece um comportamento mais confortável do que propriamente dinâmico, porém, ideal para o uso urbano. O porta-malas recebe 485 litros, com 51 litros litros extras abaixo da tampa do assoalho.

  • Dimensões: 4,45 m (c) e 2,60 m (e.e.)
  • Consumo: 8,5 e 10,3 km/l (e) e 12,3 e 14,5 km/l (g)
  • Revisões: R$ 288,52 (10.000 km), R$ 437,81 (20.000 km) e R$ 529,30 (30.000 km)
  • Volkswagen Virtus 1.6 MSI AT - R$ 77.090

    Volkswagen Virtus
    icon photo
    Legenda: Volkswagen Virtus tem ótima dirigibilidade prorcionada pela consagrada arquitetura MQB
    Crédito: Divulgação

    O sedã da VW se destaca pela qualidade de construção e dirigibilidade. Mas para ficar com um preço razoável, só com o motor aspirado 1.6 16V. O conjunto não tem o ímpeto das versões turbo (a TSI mais barata é a Comfortline, por R$ 81.050), porém, entrega desempenho bastante satisfatório e bem calibrado com o câmbio automático de seis marchas.

    Além disso, o consumo não deixa tanto a desejar e a lista de equipamentos, apesar de não ser a mais completa, agrada. Em segurança, sai com controles de estabilidade, tração e subida, seis airbags e Isofix. Completam a lista ar, direção elétrica, trio, computador de bordo.

    O sistema de som é o Media Plus, com Bluetooth e entradas USB e SD-card. As rodas são de aço com calotas. O espaço interno é um dos trunfos do modelo, mas as revisões obrigatórios são mais salgadas, ainda mais com os itens de desgaste que ficam "de fora" da lista prevista nas oficiais.

    • Dimensões: 4,48 m (c) e 2,65 m (e.e.)
    • Consumo: 7,8 e 9,8 km/l (e) e 10,8 e 13,8 km/l (g)
    • Revisões: R$ 548,00 (10.000 km), R$ 827,42* (20.000 km) e R$ 655,70* (30.000 km) *entram na conta o fluido de freio e as trocas do filtro de ar e do ar-condicionado
    • Toyota Yaris Sedan XL Multidrive - R$ 69.990

      Toyota Yaris Sedan XLS CVT
      icon photo
      Legenda: Toyota Yaris Sedan XLS CVT é uma das opções mais em conta da lista
      Crédito: Mario Villaescusa/WM1

      O três-volumes da marca japonesa consegue unir o melhor de dois mundos da Toyota: o motor 1.5 da linha Etios com o bom acerto da transmissão CVT com sete marchas simuladas do antigo Corolla.

      Com isso, o carro tem uma performance bastante cadenciada e sóbria, sem ser tão caro como o sedã médio, porém melhor acabado e com desenho mais animador que o seu irmão mais barato.

      A versão XL é a de entrada, mas tem, entre os itens de série, controles de estabilidade e tração, assistente de subidas, Isofix, ar-condicionado, direção elétrica, trio, luzes diurnas de LEDs, piloto automático, computador de bordo e banco traseiro bipartido. As rodas também são de aço e o som simples, com Bluetooth e USB.

      As revisões estão entre as mais em conta do segmento. Além disso, o modelo carrega aquela reputação da Toyota de carro que não dá problema.

      • Dimensões: 4,42 m (c) e 2,55 m (e.e.)
      • Consumo: 9,0 e 10,6 km/l (e) e 13,0 e 14,5 km/l (g)
      • Revisões: R$ 247,60 (10.000 km), R$ 531,00 (20.000 km) e R$ 429,00 (30.000 km)
      • Hyundai HB20S Evolution 1.0 TGDI - R$ 71.790

        icon photo
        Legenda: Novo Hyundai HB20S Evolution com motor turbo é boa pedida na linha
        Crédito: Divulgação

        A nova geração foi lançada em 2019 com um belo motor turbo de 120 cv, bom acabamento e acerto de suspensão mais agradável para o rodar na estrada e na cidade. Mas será preciso aguardar até fim de outubro e início de novembro para levar o renovado sedã para a garagem.

        Ou já pesquise sobre a versão Evolution, a mais barata com o turbo. Ela já sai com controles de estabilidade e tração, assistente de subida em rampas, quatro airbags, vidros elétricos com sistema um toque em todas as janelas, ar-condicionado, sensor de ré, central blueMedia, rodas de liga leve aro 15" e volante com ajustes de altura e profundidade.

        • Dimensões: 4,26 m (c) e 2,53 m (e.e.)
        • Consumo: 8,0 e 10,8 km/l (a) e 12,1 e 15,3 km/l (g)
        • Revisões: R$ 233,38 (10.000 km), R$ 491,57 (20.000 km) e R$ 478,82 (30.000 km)
        •  

          Fiat Cronos Drive 1.3 - R$ 65.790

          icon photo
          Legenda: Fiat Cronos tem preço abaixo de R$ 66 mil e lista de equipamentos condizente
          Crédito: Fiat Cronos

          É o mais barato desta lista, mas também o com motor menos potente e um dos poucos com câmbio manual. Mas é a versão com melhor custo/benefício do Cronos, uma vez que o motor 1.3 dá conta do recado e oferece desempenho bastante interessante para o sedã - e não tão beberrão e áspero como com o 1.8 E.torQ.

          Isso cobra a conta também em relação a itens de série. A versão é equipada com o trivial ar, direção elétrica, computador de bordo, volante com regulagem de altura e chave tipo canivete. Oferece, ainda, sensor de ré, monitoramento dos pneus e central multimídia com tela de 7” com conectividade Android Auto e Apple CarPlay.

          Os vidros e travas são elétricos, mas os retrovisores só em um kit de opcionais que custa R$ 2.900 e inclui ar automático, câmera de ré e comando um toque para as janelas traseiras. Rodas de liga-leve, faróis de neblina e banco partido só em outro pacote, por R$ 3.200.

          • Dimensões: 4,36 (c) e 2,52 m (e.e.)
          • Consumo: 8,5 e 10,3 km/l (a) e 12,4 e 14,8 km/l (g)
          • Revisões: R$ 268 (10.000 km), R$ 516 (20.000 km) e R$ 440 (30.000 km)
          • Chevrolet Onix Plus LTZ 1.0 Turbo - R$ 71.690

            icon photo
            Legenda: Onix Plus tem motor turbo e é uma baita evolução em relação ao Prisma
            Crédito: Divulgação

            O sedã evoluiu em diversos sentidos neste sucessor do Prisma. A começar pela construção, com um carro mais na mão e firme. Acompanha essa melhora o motor turbo de 116 cv, que oferece respostas ágeis e baixo nível de vibração - peca pela falta de injeção direta no conjunto.

            Mas é no custo/benefício em que se encontra o principal argumento do Onix Plus. Toda a linha sai de fábrica com controles de estabilidade e tração, seis airbags e assistente à partida em rampas.

            A LTZ é a intermediária e tem ar, direção elétrica e trio, além de central multimidia com Android Auto e Apple CarPlay, câmera de ré, carregamento de celular sem fio, chave presencial e sensor de luminosidade.

            • Dimensões: 4,47 m (c) e 2,60 m (e.e.)
            • Consumo: 8,6 e 10,9 km/l (a) e 12 e 15,7 km/l (g)
            • Revisões: R$ 280 (10.000 km), R$ 560 (20.000 km) e R$ 468 (30.000 km)
            • Comentários