Peugeot apresenta seu primeiro crossover, o 3008

Difícil será justificar o título de crossover em um modelo que não apresenta tração nas quatro rodas
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Peugeot apresenta seu primeiro crossover, o 3008
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O conceito de crossover é um dos mais nebulosos que existem no mundo automotivo. O normalmente aceito é o da mistura de características de um utilitário com outro tipo de veículo qualquer. O que mais caracteriza os utilitários é a tração nas quatro rodas. Às vezes a mistura pende mais para um lado, como no caso do Dodge Journey, que é mais minivan do que SUV nem tração nas quatro rodas ele tem. Mas o que dizer do novo Peugeot 3008, chamado pela marca francesa de crossover? A tração nas quatro rodas não está lá e só chega em 2011. Por ora, ele seria apenas um monovolume, mesmo com rodas de aro 18”, como as que podem equipá-lo.

A tração integral só será adotada em 2011 por conta dos desenvolvimentos do sistema HYbrid4, já mostrado no conceito Prologue, que também adiantou as formas do 3008. Esse sistema usa um motor elétrico de 37 cv 27 kW na traseira, sob o porta-malas, aliado ao motor principal, a diesel, um 2-litros HDI de 163 cv 120 kW a 3.750 rpm.

A justificativa para isso é que o sistema híbrido não sacrifica o espaço dos passageiros em detrimento de componentes mecânicos como diferencial e eixo-cardã. A razão verdadeira é que os custos de uma instalação elétrica, como essa, são menores, ainda que os sistemas híbridos ainda custem caro, especialmente por conta da bateria. Questão de tempo. No caso da Peugeot, a necessidade de desenvolver um sistema híbrido de propulsão também era imperioso.

Quando ele chegar, o sistema HYbrid4 será capaz de dar ao 3008 uma economia de combustível equivalente a 24,4 km/l, com emissões baixinhas de gases: apenas 109 g/km de CO2. Mas, como já dissemos, ele só chega em 2011.

Até lá, o que o 3008 terá a oferecer será a versatilidade de uma minivan. Com cinco lugares, o monovolume é construído sobre a base do 308. Tem 4,37 m de comprimento, 1,84 m de largura e 1,64 m de altura, com um entreeixos de 2.61 m. O peso vai de 1.399 kg a 1.539 kg.

O 3008 terá cinco opções de motor. Duas a gasolina um 1,6-litro de 120 cv e um 1,6-litro turbo de 150 cv e três a diesel um 1,6-litro de 110 cv e um 2-litros com 150 cv e 163 cv. O porta-malas, para um carro deste tamanho, até que não é muito grande. Leva apenas 432 l, com os bancos em posição normal, e 1.241 l com os bancos rebatidos.

O que deve mesmo encher os olhos dos clientes, quase literalmente, é o display de informações. Projetadas numa lâmina de policarbonato tratado contra reflexos, ela permite que o motorista dirija e veja a velocidade máxima e a distância mínima do carro da frente no mesmo nível do parabrisa. O 3008 também tem faróis bixenônio e freio de estacionamento elétrico, casado com um sistema de auxílio de saídas em subida.

DERRAPAMOS: ao contrário do que dissemos, o Dodge Journey não traz tração nas quatro rodas. O texto já foi devidamente corrigido.


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de minivans compactas?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Honda Fit

Fiat Idea

Chevrolet Meriva

Leia também:

S60 Concept se revela por inteiro antes do Salão de Detroit

BMW Z4, em sua nova geração, traz capota rígida retrátil

Último Lamborghini Reventón é entregue a seu dono

Mitsuoka apresenta o Himiko, roadster criado sobre o Mazda MX-5

Audi R8 ganha motor V10 5,2-litros de 525 cv do Gallardo

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors