Um barato bem prático: VW Up! chegará à Europa em dezembro de 2011

Apresentado em sua versão definitiva no motorshow alemão desse ano, UP! deverá chegar ao Brasil em 2014
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Um barato bem prático: VW Up! chegará à Europa em dezembro de 2011
Auto Press
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Com o compacto Up!, a Volkswagen pretende dar uma virada no segmento de subcompactos. O novo modelo, criado a partir de um conceito elétrico apresentado no Salão de Frankfurt de 2007, foi apresentado em sua versão definitiva no motorshow alemão desse ano e deverá chegar ao Brasil em 2014. Ao que tudo indica a fabricante deverá passar a produzi-lo em uma nova unidade industrial no país. Agora, próximo ao seu lançamento – em dezembro ele chega às concessionárias europeias –, o Up! tem aspiração a ser o novo "carro do povo" assim como o Fusca foi no século passado.

O Up! chegará a Europa para substituir o Fox, até então exportado do Brasil. E sobretudo para conquistar os "órfãos" do aposentado Lupo, modelo vendido entre 1998 a 2005 que virou referência em economia. Para se ter uma ideia, ele contava com motor a diesel 1.2 que gerava 61 cv e registrava uma média de consumo de 42 km/l.

O carrinho ganhou forma e chega com a responsabilidade de assumir seu papel em escala global. Até agora o Up! já criou "clones" na Espanha, com o Seat Mii, e na República Tcheca, com o Skoda Citigo. Criado para ser um carro carismático, econômico e seguro, o modelo terá três versões de acabamento. A primeira e mais simples, batizada de Take Up!, sai a partir de 9.230 euros, o equivalente a R$ 22 mil. É seguida da Move Up! e da High Up!, em ordem crescente de oferta de equipamentos. Como destaque, o modelo tem como opcional o sistema de frenagem automática, onde sensores identificam o perigo e pode frear o carro sozinho a uma velocidade inferior a 30 km/h. Algo útil para um veículo com proposta totalmente urbana. E, de série, desde as versões mais simples, traz ABS, EBD, controle de estabilidade e sistema Start/Stop, que desliga automaticamente o motor quando o carro para e o liga de novo quando o motorista pisa no acelerador. A estreia do motor Bluemotion 1.0 de três cilindros com injeção direta fica por conta do quesito economia. Com duas variantes de potência – 58 e 73 cv –, o consumo chega a 21 km/l e 16 km/l, respectivamente.

No design, o carrinho exibe seus traços em forma de “caixa” e alguma personalidade. O tradicional símbolo da marca, agora centralizado, divide capô e para-choque, diferentemente de outros modelos da gama da Volks. As pequenas entradas de ar e os faróis de máscara negra completam o visual frontal. A traseira “chapada” possui lanternas verticais que "roubam" dois pedaços da porta traseira. Suas dimensões acanhadas, escondem um habitáculo razoavelmente espaçoso. São 3,54 metros de comprimento por 1,64 m de largura e 1,48 m de altura e entre-eixos de 2,42 m, que oferece mais conforto para os passageiros.

Primeiras impressões
Bom, bonito e barato
por Carlo Valente de InfoMotori/Itália

À primeira vista, o Volkswagen Up! parece, mesmo que rapidamente, "engraçado". Em suma, um olhar jovem e divertido sobre o conceito de mobilidade. Ao entrar no carro, a sensação é muito positiva. É ótimo poder conferir as qualidades técnicas e de design de primeira classe da marca alemã.

Porém, ao começar o manuseio, uma decepção. O volante não tem regulagem de profundidade, apenas de altura, o que torna a tarefa de encontrar uma posição de dirigir trabalhosa. O motor 1.0 de três cilindros utiliza a tecnologia Bluemotion, que reúne diversos avanços capazes de reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes dos automóveis. Ela consiste na mudança de três componentes: motor, aerodinâmica e transmissão, com um indicador de troca de marchas é instalado no painel para que os carros sejam utilizados sempre dentro da faixa ideal de rotações. Outros recursos auxiliam na economia, como sistema start/stop, que desliga automaticamente o motor quando o carro para e o liga de novo quando o motorista pisa no acelerador, e pneus otimizados, com baixa resistência ao rolamento.

A suspensão faz sua parte e contribui ao absorver os impactos. É incrível como os passageiros não sentem quaisquer vibrações. Já a boa aderência é fruto do distanciamento entre-eixos de 2,42 m. As rodas ficam posicionadas quase nas extremidades do carro.

E, se o ponto forte do subcompacto é a economia, ele atende as expectativas, ao registrar o consumo de 21 km/l. O que torna um carro bastante adequado para as grandes metrópoles. Isso sem falar nas suas dimensões. São 3,54 metros de comprimento por 1,64 m de largura e 1,48 m de altura que, junto com o considerável entre-eixos, proporcionam um ótimo espaço para até quatro passageiros.

Como era de se esperar – graças ao seu tamanho–, as manobras se tornam fáceis de realizar. Mas esse quesito não pode levar o mérito sozinho. As colunas traseiras foram bem projetadas em suas inclinações, o que permite uma maior visibilidade traseira.

Quanto à lista de itens de série, o destaque fica no setor de segurança. A presença, desde as versões mais básicas, de ABS, controle de estabilidade e o sistema de frenagem automática deixam o pequenino alemão bem seguro.

No interior espaçoso, o painel com toques coloridos chama atenção. Porém a utilização de plástico de gosto duvidoso em todo resto desaponta. Por fim, o destaque fica no console central com uma tela sensível ao toque que possui o sistema Maps and More. Ele proporciona uma melhor interação com a central multimídia, que reproduz música, atende o telefone e oferece GPS.

Ficha Técnica

Volkswagen Up!

Motor: A gasolina, dianteiro, 1.0 com três cilindros e quatro válvulas por cilindro. Injeção eletrônica multi-ponto seqüencial. Sistema Bluemotion de arranque e Start/Stop.
Transmissão: Manual de cinco velocidades. Cinco marchas à frente e uma ré. Tração dianteira.
Potência máxima: 75 cv a 6.200 rpm.
Aceleração 0-100 km/h: 13,2 segundos.
Velocidade máxima: 171 km/h.
Torque máximo: 9 kgfm a 4.300 rpm.
Diâmetro e curso: 74,5 mm x 76,4 mm. Taxa de compressão: 10,5:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Traseira semi-independente. Como opcional chassi esportivo com suspensão rebaixada em 15 mm . Oferece controle eletrônico de estabilidade.
Pneus: 175/70 R14.
Freios: Discos ventilados na frente e a tambor atrás. Oferece ABS com EBD.
Carroceria: Monobloco com duas portas e quatro lugares. Com 3,54 metros de comprimento, 1,64 m de largura, 1,48 m de altura e 2,42 m de distância entre-eixos.
Peso: 1.290 kg.
Capacidade do porta-malas: 251 litros.
Tanque de combustível: 35 litros.
Produção: Bratislava, Eslováquia.
Lançamento mundial: 2011.
Itens de série da versão testada: Ar-condicionado, volante com regulagem de altura, computador de bordo, sistema de entretenimento com CD Player/MP3 com tela sensível ao toque e entrada USB e Bluetooh, GPS e aplicativo com informações sobre o uso do carro.
Itens opcionais: Sistema de frenagem automática.
Preço da unidade: 9.230 euros, cerca de R$ 22 mil.
As opiniões expressas nesta matéria são de responsabilidade de seu autor e não refletem, necessariamente, a opinião do site WebMotors.
_________________

Ainda não decidiu que carro ou moto comprar? Teste a nova busca WebMotors e escolha o modelo ideal para você.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors