Edição especial faz releitura moderna da clássica Bonneville

Versão SE da mais famosa Triumph conta com pintura em dois tons e outros detalhes exclusivos
  1. Home
  2. Motos
  3. Edição especial faz releitura moderna da clássica Bonneville
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- om nome inspirado nos desertos de sal de Utah, onde a Triumph quebrou diversos recordes de velocidade nos anos 50, a Bonneville é mais que um clássico. Originalmente lançada em 1959, a Bonneville era a moto esportiva de sua época e se transformou em um ícone da fábrica inglesa. Tanto que até os dias de hoje o modelo faz parte do line-up da Triumph.

Porém, a Bonneville dos dias de hoje aproveita o estilo e o espírito daquelas décadas de ouro mesclado com a engenharia moderna para criar uma autêntica bicilíndrica inglesa do século XXI. E, para 2012, a Triumph ainda criou uma edição especial SE de special edition com pintura em dois tons e alguns detalhes exclusivos, além de uma desejada série de 1100 unidades homenageando o ator Steve McQueen, motociclista e fã das motos Triumph.

Forma clássica, funções modernas
Para dar vida às Bonneville modernas, a Triumph utilizou um tradicional motor de dois cilindros em linha com refrigeração a ar e 865 cm³. Projetado para parecer antigo, com um falso comando por varetas, já que o motor é DOHC, e até mesmo a parte externa dos carburadores, que esconde os dois bicos injetores do sistema de alimentação. Na Bonneville SE, as tampas do motor são de aço escovado, reforçando o visual de moto antiga.

Equipada com partida elétrica, freio a disco e rodas de liga-leve, a Bonneville que se encontra por baixo da roupagem retro é uma moto moderna, ideal para o uso urbano e diário ou mesmo para a estrada. O ronco característico dos dois cilindros paralelos encanta aos mais puristas, assim como os 68 cavalos de potência máxima satisfazem os motociclistas mais esportivos de hoje.

Dotada de rodas de liga-leve de 17 polegadas, a Bonneville conta com garfo telescópico tradicional na dianteira e sistema bichoque na traseira. Uma solução clássica, mas com o toque atual da japonesa Kayaba nos dois conjuntos.
No quesito ergonomia aparece a mesma filosofia retro: um guidão aberto combinado a um banco reto e a somente 74 centímetros do solo, que contribuem para garantir o conforto do piloto.

Detalhes especiais
Para agradar àqueles que buscam ainda mais exclusividade, a Triumph criou a Bonneville SE, que se diferencia de longe com sua pintura em dois tons – também típica de tempos passados. Além disso, a versão SE traz conta-giros e um emblema cromado no tanque, semelhante ao usado nas antigas motos, para se diferenciar do modelo standard.

Nas cores laranja e preto, azul e branco ou totalmente preta fosca, a Bonneville SE não tem previsão de chegar ao Brasil. Porém, em seu site oficial, a Triumph anuncia que deverá operar por meio de uma subsidiária própria no País já neste ano. E certamente a icônica Bonneville SE estará entre os modelos disponibilizados por aqui.

Steve McQueen Edition

Em conjunto com o espólio da estrela de Hollywood, Steve McQueen, a Triumph criou ainda uma série especial e limitada em homenagem ao ator. Fã de motos e corridas, McQueen chegou a disputar um Enduro Internacional dos Seis Dias, o famoso Six Days, com uma Trophy 650cc da marca inglesa.

Baseada na Bonneville T100, a edição limitada é pintada em verde militar, lembrando a moto usada pelo ator no famoso filme “Fugindo do Inferno” The Great Escape. 1963. A Triumph vai fabricar somente 1100 unidades da Steve McQueen Edition, que serão vendidas a partir de abril.

__________________________________

Agenda da Moto 
__________________________________

_________________

Twitter
_________________


Gosta de motos superesportivas?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas de motos com esse estilo:

Ducati 1098

Ducati 999

Honda 1000 RR Fireblade

Kawasaki ZX Ninja

Yamaha YZF R1

Suzuki 1300R Hayabusa

Leia também:

Suzuki GSX 1300R Hayabusa

Rodamos com a MV Agusta Brutale 910S

Suzuki B-King 1300: veja como anda a moto do ano de 2008

Ducati Monster 1100, uma big naked italiana

Nova Yamaha YZF-R1 2009 utiliza DNA de MotoGP

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors