Garinni GR 150 P: uma questão de mobilidade

O scooter Garinni GR 150 P é fácil de pilotar e traz roda grande de 16 polegadas, além de design italiano
  1. Home
  2. Motos
  3. Garinni GR 150 P: uma questão de mobilidade
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Você sabe o que é gestão da mobilidade? A resposta é simples: é a capacidade de qualquer pessoa ir a qualquer lugar a qualquer momento. Mas, em razão do crescimento desordenado, da falta de planejamento urbano e do aumento do número de automóveis em circulação, esta tarefa fica cada dia mais difícil. Isso sem contar com a ineficiência do transporte coletivo, que não é capaz de suprir todos os problemas de locomoção dos grandes centros. Por isso, os veículos de duas rodas são sinônimos de mobilidade. E um bom exemplo é o scooter Garinni GR 150 P. Com design italiano, o modelo apresenta um importante diferencial frente aos scooters concorrentes: as rodas de liga-leve de aro 16”, que oferecem mais estabilidade em vias esburacadas. O preço do modelo 2008 gira em torno de R$ 7.600 - maior que o do scooter Suzuki Burgman 125 R$ 5.990 e que o da Yamaha Neo AT 115 R$ 6.062, porém o scooter Garinni tem propulsor de melhor desempenho entre os três.

À primeira vista, a scooter da Garinni impressiona por seu estilo elegante e pelo porte avantajado. Suas linhas retrô devem agradar quem quer se diferenciar na multidão formada pelos milhares de motociclistas. As mulheres deverão ser as principais compradoras do modelo, já que ele oferece espaço de sobra para transportar pequenos objetos. Conforto e ergonomia também são destaques do modelo que, a partir de fevereiro, será montado no Brasil.

Motor e ciclística

O motor monocilíndrico de 152,7 cm³ conta com refrigeração líquida e oferece bom rendimento. Com 12,1 cv a 7.000 rpm de potência máxima e torque máximo de 0,92 kgm a 6.000 rpm de torque máximo, a GR 150 P oferece bastante agilidade no trânsito urbano. Com a transmissão automática CVT, o scooter até surpreende com seu desempenho, respondendo rapidamente ao comando do acelerador. Outro ponto que surpreende é o ângulo de inclinação nas curvas, bastante elevado para um modelo da categoria.

O Garinni GR 150 P conta com tradicionais soluções em termos de suspensões: garfo telescópio na dianteira e braço oscilante com duplo amortecimento regulável na traseira. Porém as rodas de aro 16” e pneus largos e altos, se comparados com a concorrência, conseguem ajudar no árduo trabalho de absorver os impactos em pisos irregulares.

O sistema de freios – disco em ambas as rodas – cumprem bem o seu papel, mas o piloto deve optar por uma direção mais defensiva, brecando com antecedência para evitar sustos desnecessários. Como a scooter é “empurrada” pela dupla motor-CVT, parece que a frenagem tem efeito retardado.

Garinni em nova fase

Recém adquirida pelo grupo Itapemirim, maior grupo empresarial de transporte de passageiros da América Latina, a Garinni montou uma nova área industrial no PIM Pólo Industrial de Manaus - AM com 5 mil m² e adquiriu também outra área para armazenamento, com 3 mil m². Nesta nova fábrica a Garinni terá duas linhas de montagem, com capacidade instalada para produzir mensalmente até 5 mil unidades de motocicletas e scooters.

"Investimos até agora US$ 15 milhões para instalar a nova fábrica da Garinni, com a compra de novos equipamentos, construção, contratação e treinamento de mão-de-obra e capital de giro para começar a produzir a nova linha 2008", explica Camilo Cola Neto, o jovem presidente da Garinni Motors.

A linha 2008 de motocicletas e scooters começará a ser montada na nova fábrica em fevereiro e imediatamente deverá ser distribuída para os 40 pontos de venda da marca espalhados pelo Brasil. São oito versões de motocicletas e scooters, divididos basicamente em três segmentos: street 125 e 150 cm³, custom 250 cm³ e scooter 125 e 150 cm³, além de um quadriciclo 500 cm³.

O principal parceiro da Garinni é a chinesa Qian Jiang QJ, uma das cinco maiores fabricantes de motocicletas do mundo, que exporta mais de 300 mil unidades para diversos países do mundo, entre eles, Europa, Ásia e Estados Unidos. Detalhe: a QJ é proprietária da marca italiana Benelli fabricante de motos e scooters. O plano da Garinni é produzir e vender 30 mil unidades em 2008.

FICHA TÉCNICA – Garinni GR 150 P

















MOTOR Quatro tempos, OHC, monocilíndrico, refrigerado a líquido, 152,7 cm³
POTÊNCIA12,1 cv a 7.000 rpm
TORQUE0,92 kgm / 6.000 rpm
ALIMENTAÇÃONão informada
TRANSMISSÃO FINALDireta
CÂMBIOAutomático tipo CVT
PARTIDA Elétrica e pedal
RODAS Dianteira e traseira de aro 16”, em liga-leve
PNEUS Dianteiro 100/80 – aro 16”; traseiro 110/80 – aro 16”
CHASSI Comprimento de 2.034 mm, altura de 1.186 mm, largura de 700 mm, altura mínima do solo de 140 mm; altura do assento de 660 mm e peso a seco de 126 kg
TANQUE7 l
SUSPENSÃODianteira com garfo telescópico; traseira de braço oscilante com duplo amortecimento regulável
FREIOSDianteiro e traseiro com disco
CORESNão informadas
PREÇO R$ 7.593


Quer uma moto na faixa dos R$ 8.000?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas para cada estilo de moto:

Street

Scooter

Trail

Leia também:

Miza Drago 150, a custom do povo chinês

Sundown Future 125, a solução urbana

Sundown Web 100, moto feita para a cidade

Motor-Z V500, o scooter limpo e retrô

Motor-Z S 500: scooter elétrico deixa consciência e ar limpos

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors