Mototáxi só para elas na Indonésia

Cresce serviço para transporte só de mulheres e crianças
  1. Home
  2. Motos
  3. Mototáxi só para elas na Indonésia
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

País com a maior população mulçumana do mundo, a Indonésia assiste a um crescimento de serviços de transporte voltados exclusivamente para as mulheres. Com um trânsito caótico e um falho serviço público, minivans lotadas e mototáxis em péssimas condições são as opções da maioria da população do país.  

O aumento dos serviços amigáveis às mulheres ocorreu depois do estupro de uma passageira em uma minivan, em julho do ano passado. Um bom exemplo de sucesso é o Ladyjek, criado em outubro do ano passado na capital Jacarta. O serviço oferece pilotos mulheres – daí o nome, “ojek” o apelido dos mototáxis no idioma local – e leva apenas outras mulheres ou crianças.

Desde então, o Ladyjek, que funciona por meio de um aplicativo em smartphones e se caracteriza pelo capacete rosa das condutoras, já foi baixado mais de 50.000 vezes até março passado. Na mesma linha, já surgiram outros serviços, como o Sister Ojek ou ainda o Ojek Syari, serviço no qual todas as mototaxistas vestem o hijab, as vestimentas típicas dos mulçumanos caracterizadas pelo véu que cobre o cabelo das mulheres.

Consulte preços de  motos novas e usadas na Tabela Fipe e Webmotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors