Carro semiautônomo da Nissan faz até ultrapassagem

Rodamos pelas rodovias da região de Tóquio, no Japão, com a nova geração do Skyline equipado com tecnologia ProPilot2

  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Carro semiautônomo da Nissan faz até ultrapassagem
Marcelo Monegato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Seguir as faixas de rodagem, manter a velocidade e a distância do carro à frente, frear sozinho quando um outro veículo entra repentinamente na sua pista. Tudo isso a gente já encontra nos veículos com tecnologias semiautônomas comercializados no Brasil. No entanto, em Tóquio, no Japão, o WM1 teve a possibilidade de ter contato com um sistema com mais recursos, entre eles mudança de faixa para ultrapassagem.

A dona deste sistema é a Nissan. Chamado ProPilot2, essa tecnologia estreia pela primeira vez em um carro de produção em massa, a nova geração do sedã Skyline, e está disponível para o mercado japonês.

“Escolhemos o Japão, pois aqui encontramos as condições ideais de trânsito para que todos os recursos funcionem perfeitamente”, declarou Daniel Passe, responsável mundial de Comunicação de Produto da Nissan.

icon photo
Legenda: ProPilot2 faz a leitura dos carros que estão ao redor do Nissan Skyline
Crédito: Divulgação/Nissan

Ainda de acordo com Passe, o ProPilot2 é uma tecnologia para uso em rodovias. Não se trata de um sistema semiautônomo para utilização nas ruas das cidades.

“Entendemos que o melhor caminho é começarmos pelas rodovias. Nas cidades são inúmeras as variáveis de leitura para o sistema fazer uma análise e tomar decisões, como semáforos, pedestres, bicicletas, entre outros. Nas rodovias, todos estão rodando no mesmo sentido, o que permite análises e decisões mais fáceis e corretas pelo sistema”, completou.

Não é feitiçaria. É tecnologia!

Como passageiros, saímos em direção à highway ruma a Yokohama, sede de uma das fábricas da Nissan no Japão. Passe, responsável por nos mostrar os recursos, assume o volante e em menos de cinco segundos coloca o ProPilot2 para funcionar.

Aciona o ‘piloto automático’, determina a velocidade e a distância do carro à frente. No painel de instrumentos, a luz verde mostra que o sistema está pronto para funcionar. Na sequência, essa luz muda para o azul e o motorista pode retirar as mãos do volante, permitindo que o Skyline seja conduzido pelo sistema.

 ProPilot2 permite que o motorista tire as mãos do volante nas rodovias
Legenda: ProPilot2 permite que o motorista tire as mãos do volante nas rodovias
Crédito: Divulgação/Nissan

Para funcionar perfeitamente, o ProPilot2 se vale de uma série de sensores e redares que fazem o monitoramento 360° do veículo. Tudo o que acontece ao redor do Skyline é identificado pelo dispositivo.

No quadro de instrumentos é projetado o veículo, a faixa de rodagem que está e os demais veículos à sua volta, com um detalhe: a tecnologia consegue distinguir veículos de passeio e caminhões.

Um dos pontos altos da evolução em relação ao primeiro ProPilot é a possibilidade de fazer mudanças de faixas para a realização de ultrapassagens, por exemplo. Ao chegar com velocidade superior ao carro à frente, o sistema faz a leitura do "ambiente".

O ProPilot2 analisa se tem carro à direita (lembrando que o volante, no Japão, fica do lado direito) ou se aproximando em velocidade superior – e sugere a ultrapassagem. O motorista, então, dá aquela rápida olhada no espelho, vê que está tudo ok e aperta um botão no volante aceitando a mudança de faixa.

icon photo
Legenda: Head up display do Nissan Skyline tem todas as informações sobre o funcionamento do ProPilot2
Crédito: Divulgação/Nissan

A manobra é feita de maneira extremamente suave e confortável. Saindo de trás do outro veículo, o Skyline volta a ganhar a velocidade preestabelecida e realiza a ultrapassagem sem sustos. Após passar completamente o outro carro, o ProPilot2 sugere que o carro volte para a faixa de rodagem inicial.

Para aceitar, basta o motorista novamente apertar um botão e o carro inicia a manobra. Ponto importante: antes de mudar de faixa, o próprio sistema aciona a seta, ou seja, já vem adaptado para motoristas esquecidos que não sinalizam as conversões.

Em alguns momentos, o sistema solicita que ao motorista coloque as mãos no volante para entender que ele está presente para assumir o controle, caso seja necessária uma manobra evasiva. Neste momento, uma luz vermelha acende no painel solicitando que o condutor encoste no volante.

Indicação de saída

O ProPilot2 trabalha somente em sintonia com o GPS do Skyline. E isso é excelente para os distraídos que, batendo papo com outros passageiros ou ouvido música, acabam perdendo a saída da rodovia e tendo que pegar o próximo retorno.

Com este novo sistema, a indicação de rota acaba sendo feita pelo próprio equipamento de condução semiautônoma. Neste momento, o motorista é quem faz a manobra de pegar a alça de acesso e deixar a rodovia.

icon photo
Legenda: Nissan Skyline atualmente é o único modelo do mundo com o ProPilot2
Crédito: Divulgação/WM1

SEMPRE ATENTO

Um dos recursos mais importantes do ProPilot 2 é a constante observação ao comportamento do motorista. Uma câmera posicionada no console ao lado do painel de instrumentos analisa a todo o momento as ações do motorista.

“Se eu ficar olhando para o passageiro direto, o sistema entende que não estou prestando atenção e emite um alerta para que eu volte minhas atenções para a rodovia”, explica Passe. desviando realmente o olhar e fazendo com que o ProPilot 2 emita o alerta.

icon photo
Legenda: Skyline com ProPilot2 tem sensores, radares e até sonares para saber tudo o que acontece ao redor
Crédito: Divulgação/Nissan

E no Brasil...

Essa tecnologia ainda está distante do Brasil. Provavelmente vamos vê-la em outros mercados, como nos Estados Unidos ou em alguns países da Europa. No entanto, é bom saber que as inovações semiautônomas estão sendo aplicadas paulatinamente com foco na segurança – isso, pelo menos, por parte da Nissan.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors