Na defensiva: errar é humano; morrer, também

Série alerta para erros que podem matar ou deixar seqüelas
  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Na defensiva: errar é humano; morrer, também
Adriana Bernardino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Segundo um ditado popular, “quando chega a hora, a morte só quer uma desculpa. Pode ser um tropeção, um ataque fulminante, um raio, um desabamento. Mas será mesmo toda morte obra do destino e, portanto, inevitável?

A redução expressiva do número de acidentes após a Lei Seca, por exemplo, faz-nos pensar que muitas pessoas foram cedo demais ou que não precisavam ganhar sequelas que limitam suas vidas.

Colaborar para reduzir o sofrimento, os prejuízos financeiros e os constrangimentos legais causados pelos acidentes no trânsito é o objetivo do site WebMotors com a série “Na defensiva”, com dicas semanais de direção. Afinal, são 50 mil mortes por ano no Brasil, sendo que apenas as ocorridas até 24 horas após o resgate entram nas estatísticas.

Segundo dados do Detran, quase 80% dos acidentes são causados por falha humana. Por isso, comece a pensar seriamente em adotar um comportamento defensivo. Dirigir com segurança e inteligência envolve antecipar o que pode acontecer a você, ao seu veículo e àqueles que estão a sua volta, seja como pedestre ou motorista.

Coloque em prática

• Acredite se quiser. Essa prática não vai apenas garantir sua segurança, mas pode gerar uma economia de até 800%. O milagre se chama manutenção preventiva. Assim como tudo, os componentes dos veículos também passam por desgastes. Alguns itens merecem maior atenção, como os freios, suspensão, sistema de direção, iluminação, pneus, cintos de segurança, carroceria, entre outros. Se você tem dificuldade de se lembrar quando e o que deve ser revisado, cadastre-se gratuitamente na Agenda do Carro. Você receber alertas de manutenção por e-mail.

• Já imaginou cair de um prédio de nove andares? É o mesmo que bater o carro a 80 km/h em um poste ou algo parecido. Por isso, muita atenção ao cinto de segurança, que deve ser adequado ao tamanho, peso e altura dos passageiros. Jamais transporte crianças no colo.

• Não é apenas na novela ou nos filmes de suspenso que os freios do carro falham em momentos cruciais. Fique atento aos principais componentes do sistema de freios do seu carro: sistema hidráulico, fluido, discos e pastilhas ou lonas. Evite freadas desnecessárias, observe o nível do fluido e possível vazamento.


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

______________________________
Confira outras reportagens sobre direção sustentável

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors