208 piora e Picanto zera em teste de impacto

Peugeot peca na proteção lateral; Kia testado não tinha airbags

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. 208 piora e Picanto zera em teste de impacto
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Os compactos Peugeot 208 e Kia Picanto foram mal nos testes de impacto do Latin Ncap que tiveram seus resultados divulgados nesta quarta-feira (8). O hatch fabricado em Porto Real (RJ) teve piora no desempenho em relação à análise realizada em 2014. Na época, o 208 registrou quatro estrelas e agora ganhou duas. Já o modelo coreano zerou no quesito de proteção aos ocupantes adultos.

A explicação para o resultado do Picanto é que a versão testada não tem airbags, conforme é vendida em diversos mercados latinos – no Brasil, todos os veículos novos são obrigados a dispor dos componentes de segurança desde 2012.

Por outro lado, o compacto coreano tem nível de proteção lateral superior ao 208, apesar de ser mais barato. Segundo o Latin Ncap, o Picanto oferece reforços de portas e proteção para a pelve no painel interior das portas. Justamente estas estruturas foram retiradas do 208, o que explica a piora em seu desempenho em relação ao teste feito há dois anos.

“O Latin NCAP está decepcionado com a estratégia do Peugeot vendendo um modelo fabricado localmente sem a proteção lateral, obrigatória desde 1995 na Europa. O Peugeot 208 é considerado um veículo de alto nível e de sucesso na Europa, sendo uma das últimas plataformas do fabricante. Uma pena o que está fazendo o Peugeot”, criticou a presidente do Latin Ncap, Maria Fernanda Rodríguez.

Já nos testes que avaliam a segurança de crianças, o 208 manteve o desempenho de três estrelas. Já o Picanto conquistou uma estrela no quesito.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors