Teste: quem você é na direção

Guardião, Artesão, Racional ou Idealista? Descubra o seu temperamento
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Teste: quem você é na direção
Adriana Bernardino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Se você já tentou mudar seu temperamento, especialmente no trânsito, deve ter fracassado em sua missão. Mas não se deprima. Isso acontece porque, de acordo com estudiosos do comportamento humano, viemos ao mundo com uma de quatro diferentes naturezas inatas, introvertida ou extrovertida, e não temos como mudá-las, apenas aperfeiçoá-las.

A ideia não é nova. Falaram a respeito Aristóteles, Galeno, Paracelso, Carl Jung, Isabel Myers, Katharine Brigss e, mais recentemente, o psicólogo californiano David Keirsey. Compreender as forças, habilidades e dificuldades do próprio temperamento é a chave, afirmam os estudiosos, para se autorrealizar e ser mais tolerante com os demais.

Segundo Renee Baron, autora de Os quatro temperamentos – um guia prático para compreender a si mesmo e as pessoas em sua vida Verus Editora, “Quando vemos o comportamento dos outros apenas como diferente do nosso – e não como ‘mau’, ‘errado’ ou ‘problemático’ –, aprendemos a ver as diferenças como apenas isso: diferenças, sem julgamento”.

Guardião, artesão, racional ou idealista. Qual desses temperamentos combina com você? Para ajudá-lo a descobrir, reproduzimos seis das 20 questões sugeridas por Renée Baron, e consultamos o psicólogo e filósofo pela Universidade de São Paulo, Ascânio Jatobá, psicoterapeuta junguiano e professor do Grupo de Estudos dos Sonhos C. G. Jung.

Faça o teste quando possível, completo e descubra os pontos fracos e fortes de seu temperamento.

Teste

Responda as questões com o que você realmente é, e não como gostaria de ser. Depois, some seus pontos e confira o resultado.

0 – não sou assim
1 – sou um pouco assim
2 – sou exatamente assim

Seção 1:

1. Eu me dou muito bem num ambiente ordeiro e organizado, com regras e orientações claramente definidas.
2. Respeito e honro as tradições, os costumes e as leis da sociedade.
3. Valorizo a responsabilidade, o escrúpulo e o trabalho duro.
4. Gosto de economizar e estou disposto a fazer sacrifícios financeiros no presente pensando na segurança futura.
5. Tenho tendência a ser controlador, inflexível e conservador.
6. Gosto de passar informações concretas, tangíveis e observáveis.

Seção 2:

1. Costumo ser otimista, generoso e gostar de diversão e aventura.
2. Sou espontâneo e confio em meus impulsos para me guiar na direção certa.
3. Valorizo a liberdade a autonomia e não gosto de me sentir limitado, confinado ou controlado.
4. Estabelecer metas abstratas e para longo prazo não é prioridade para mim.
5. Às vezes sou hiperativo e inquieto. Detesto ficar entediado.
6. Gosto de viver no presente, aqui e agora.

Seção 3:

1. Sou capaz de desenvolver, desenhar e construir modelos, teorias e sistemas.
2. As pessoas provavelmente me descreveriam como analítico, perspicaz, intelectual ou habilidoso.
3. Valorizo a inteligência em mim e nos outros e me sinto impelido a aperfeiçoar constantemente minha base de conhecimentos.
4. Às vezes passo por “sabe-tudo”.
5. Não gosto de hierarquia e estrutura burocrática.
6. Não evito criticar ou corrigir pessoas.

Seção 4:

1. Valorizo a afetuosidade, a positividade, a empatia e compaixão.
2. gosto de trabalho que me permitam usar a criatividade e a individualidade. Não me contento em apenas “ganhar meu sustento.
3. Às vezes sou hipersensível e levo tudo para o lado pessoal
4. Eu me satisfaço com o entendimento geral de um assunto, sem precisar dominar todos os fatos ou detalhes.
5. Quando o desafio inicial ou a novidade acabam, fico entediado com um projeto.
6. Trabalhar com pessoas que não me encorajam nem me valorizam ou incentivam pode ser muito difícil. Se trabalho com outras pessoas, é importante me sentir encorajado e valorizado.

Some seus pontos em cada seção. A contagem mais alta indica as tendências mais fortes de temperamento:

Seção 1: quem busca Segurança
Seção 2: quem busca Experiência
Seção 3: quem busca Conhecimento
Seção 4: quem busca Ideais

Segurança - Guardião – 40% da população mundial

Busca segurança, são motivados pela necessidade de ser familiares, amigos e empregados responsáveis. Ser útil e cumprir deveres. Preservar a ordem social. Gosta de trabalhar em organizações bem estabelecidas. Valoriza a minúcia e a precisão. Não se sente reconhecido por tudo que faz. Tem dificuldade de ser criticado. Fica irritado com ineficiência, desperdícios, impulsividade, falta de disciplina, apatia e ócio. Nunca compraria um carro sem comparar preços.

“Ao guiar são hábeis e atentos a todos os sinais no seu entorno. Provavelmente, são os que não foram multados ainda, mesmo dirigindo há décadas. Irritam-se com os “espertos”, que querem levar vantagem em tudo no trânsito, e sonham com o dia em que os motoristas brasileiros serão disciplinados e ordeiros como os japoneses. Para estas pessoas, o sistema de trânsito ideal seria aquele onde os próprios motoristas identificassem a chapa do transgressor, e a punição fosse imediata: depois de meia dúzia de infrações apontadas por motoristas diferentes e por câmeras, o veículo infrator seria retirado para os subterrâneos da cidade e o motorista passaria por um processo longo de reeducação”, diz Jatobá.

Experiência - Artesão – 40% da população mundial

Busca experiência, é motivado pela necessidade de agir espontaneamente, de acordo com seus impulsos, não apenas na hora de se divertir, mas também para resolver problemas. É generoso e gosta de doar por prazer, ou para deixar os outros felizes. Gosta de fazer as coisas de um modo não convencional. Muda de tarefa com frequência, gosta de atividades divertidas e desafiadoras. Prefere ambiente informal. Não gosta de pessoas sérias ou tensas demais, pessimistas, muita conversa e pouca ação, pessoas dependentes, que alguém lhe diga o que fazer.

Segundo o psicoterapeuta, “ao guiar são capazes de não bater o carro durante muitos anos, não por mérito próprio, mas porque nasceram com um anjo da guarda poderoso ou, porque, seu piloto automático inconsciente compensa sua distração a quase todos os sinais e estímulos do ambiente. Por isso, são os campeões de multas. Normalmente se confundem com direita e esquerda, frente e atrás e, em relação a tempo, estão sempre atrasadas. Uma pessoa com estas características, bem espontâneas e irracionais, certa vez, na condição de co-piloto, em sua cidade natal, foi perguntada pelo motorista, que dependia de sua orientação, se ele deveria seguir à direita ou à esquerda. Sua resposta foi: ‘segue o fluxo’. Em outra situação, agora como motorista, pediu para o marido olhar o interessante fato que ocorria logo à frente. O marido se esforçou, mas não viu nada. Para ela, logo à frente era o espelho retrovisor. Dez minutos depois de tentar convencê-la que o espelho retrovisor reflete o que ficou para trás, o marido desiste desta difícil tarefa. É o tipo de pessoa que vive negociando com parentes e amigos, para que assumam algumas de suas infrações de trânsito a fim de não ter sua carteira suspensa”.

Conhecimento - Racional – 10% da população mundial

Busca conhecimento, é motivada pela necessidade de competência e informação. Tenta compreender os aspectos do mundo pelos quais são atraídas e examinar as verdades e os princípios universais. É sensível à rejeição, mas esconde a vulnerabilidade. Gosta de desafios intelectuais. Não quer ser controlado por emoções, impulsos ou desejos. Não gosta de cometer erros tolos, de pessoas controladoras, pegajosas e resistentes à mudança. É inteligente, engenhoso, concentrado e alerta.

“Ao guiar são pessoas que conhecem em detalhes o funcionamento do carro, mesmo que não saibam consertá-lo. Mas sempre terão uma opinião sobre o defeito do carro na hora de levá-lo ao mecânico. Já leu o manual de seu automóvel e, quando conversa, enquanto dirige, consegue convencer seu interlocutor que conhece quase tudo a respeito de quase tudo. É uma verdadeira biblioteca ambulante, sempre com informações verdadeiras sobre os fatos. Se estiver dirigindo na rodovia Imigrantes, em São Paulo, é capaz de lhe fornecer mais de 10 informações sobre a construção da estrada que você nunca ouviu”, diz Jatobá.

Ideais - Idealista – 10% da população mundial

Busca ideais, é motivado pela necessidade de descobrir e expressar seu autêntico eu, livre de fachadas e fingimentos. Procura o significado pessoal e o sentido da vida. Sabe as motivações mais profundas dos outros. É sensível aos humores e sentimentos dos outros. Está determinado a deixar sua marca. Idealistas e independentes demais. Tem expectativas altas sobre si mesmo e sente culpa quando não corresponde aos próprios padrões. Não gosta de relacionamentos superficiais, falsidade, conversa inútil, excesso de rotina e de regras.

Ao guiar, esclarece Jatobá, “são estimuladas permanentemente por seu coração que responde com julgamentos de valor a tudo que atinge seus sentidos. A fumaça excessiva no escapamento de um caminhão pode levar essa pessoa a ter um sentimento profundo a respeito da destruição iminente do planeta. Por outro lado, ao transitar por Cubatão, em São Paulo, onde, há alguns anos, as crianças nasciam sem cérebro por causa da poluição, esta pessoa pode observar a fumaça branca, de vapor de água, que sai das chaminés das indústrias petroquímicas, e ter o sentimento reconfortante de esperança a respeito do destino promissor da humanidade, que passará a usar o hidrogênio no lugar dos hidrocarbonetos, preservando a vida no planeta”.

____________________
Ascânio Jatobá
Grupo de Estudos dos Sonhos C. G. Jung


___________________________
Os quatro temperamentos – um guia prático para compreender a si mesmo e as pessoas em sua vida
Renée Baron
Verus Editora
132 páginas_________________________________
Leia também

Mantras para atrair paz e proteção

Ideias de Osho para aplicar no carro

Confira 9 das 1001 maneiras que você pode escolher para relaxar

8 amuletos que podem proteger e trazer boa sorte para seu veículo

Pratique 5 posturas de mãos para recuperar a paz e a vitalidade

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors