Civic está sendo vendido com ágio

Como tem gente na fila para comprar o sedã, as concessionárias cobram até R$ 5 mil a mais do que o valor da tabela
  1. Home
  2. Bolso
  3. Civic está sendo vendido com ágio
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Quem quiser comprar um Civic vai ter de fazer uma reserva e esperar, além de pagar por ele um preço bem maior do que o oficial. O carro nem bem chegou ao mercado e já está esgotado na maioria das concessionárias da Honda no País. Em geral, a partir do momento da compra, o cliente precisa aguardar entre 30 e 60 dias pela chegada do produto. De acordo com revendedores, já existiam reservas do sedã pelo menos dois meses antes de ele ser lançado.

É uma prática recorrente no mercado aumentar consideravelmente o preço de venda, quando o produto está em falta no estoque – é o chamado ágio. Na maioria das concessionárias, a versão básica do sedã, a LXS com câmbio mecânico e sem bancos de couro, está sendo vendida por cerca de R$ 2 mil acima do valor da tabela. Ela custa oficialmente R$ 59,6 mil, mas é oferecida por R$ 62 mil.

Na loja Daitan Ibirapuera, em São Paulo, o carro sai por R$ 61,6 mil, com fila de espera de 20 dias. Na HPoint, localizada na Vila Olímpia, o preço é o mesmo, mas em algumas cores, como a cinza, o sedã só tem previsão de chegada para julho. Na concessionária Hayasa, no Rio de Janeiro, o valor é um pouco mais alto: R$ 62,6 mil. A revendedora entrega o produto em duas semanas.

Já na versão topo de linha, a automática EXS, a situação é ainda pior. Como a procura por ela é maior, seu preço está, em média, R$ 5 mil acima do valor da tabela. Na rede de lojas SP Japan, o carro está saindo por R$ 82 mil. O valor sugerido pela fabricante é de R$ 77,9 mil. No Grupo Caiuás, em Sorocaba, o sedã custa R$ 82,9 mil. Em ambos os casos, o tempo de espera é de mais de dois meses.

Segundo vendedores do mercado paralelo, as concessionárias estão se aproveitando da situação e escondendo o carro para vendê-lo a pronta entrega por um valor ainda mais alto. De acordo com eles, o preço estimado para a versão EXS chega a R$ 88 mil.

O médico Wilton Constâncio tentou comprar o sedã em várias lojas e se deparou com essa situação. Ele disse ter encontrado o carro por R$ 95 mil nas revendedoras. “E me disseram que, se eu não quisesse pagar, um monte de gente queria. Nunca fui tão desrespeitado em uma concessionária como fui na Honda.”

Segundo dirigentes da fabricante, a situação vai permanecer assim durante todo este ano. Isso porque a Honda tem capacidade produtiva limitada a 23 mil unidades do Civic até o fim de 2006. A fábrica de Sumaré, no interior de São Paulo, está em fase de expansão; a ampliação ficará pronta no segundo trimestre de 2007. A intenção da empresa é aumentar a produção para atender à demanda dos consumidores e tirar a liderança do segmento das mãos da GM, com o Vectra.

Leia aqui a avaliação de lançamento do novo Honda Civic.
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors