Venda de carros é negócio para locadoras

  1. Home
  2. Bolso
  3. Venda de carros é negócio para locadoras
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A venda de carros por locadoras transformou-se em um negócio lucrativo nos últimos anos. Segundo a ABLA – Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis –, pouco mais de 20 empresas atuam no ramo com lojas especializadas apenas em negociar veículos que não têm mais condições de fazer parte de sua frota, aqueles com idade média acima de 15 meses.

Contudo, um problema discutido abertamente desde 2005 tem incomodado as concessionárias convencionais: muitas locadoras vendem carros novos, provocando uma concorrência desleal, de acordo com a Fenabrave – Fcaptionação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Sérgio Reze, presidente da entidade, explica que as lojas têm 11% de desconto na compra de veículos zero-quilômetro, enquanto as locadoras têm até 30%. Para Reze, “isso é impraticável, mesmo porque as locadoras têm como objetivo principal locar veículos, e não os vender”.

José Adriano Donzelli, presidente da ABLA, minimiza o problema. Ele não confirma a prática e acredita que seus representados não podem ser considerados concorrentes das concessionárias. “As locadoras que têm lojas próprias para negociar carros representam apenas 2% das revendas no Brasil.” Para o executivo, “a renovação da frota é apenas uma desmobilização de ativos, e não é voltada para elevar o faturamento do negócio”.

Para o presidente da Fenabrave, no entanto, a questão é mais séria. Ele acredita que o número de veículos novos vendidos por locadoras chega a 15% do mercado total. “Se elas quiserem comercializar carros, então que se instalem e paguem os mesmos impostos que nós pagamos”, afirma.

O presidente da ABLA diz que as locadoras buscam ter uma relação ética e de parceria com as concessionárias. “Tentar passar uma imagem de que o setor de alguma forma prejudica as revendas é fruto de uma visão torpe que não sobrevive a uma analise mais profunda e que em nada contribui para estreitar este relacionamento”, rebate Donzelli.

O que diz a lei

Que a venda de carros usados faz parte dos negócios das locadoras todo mundo sabe, o problema é a normatização do setor. Quando Sérgio Reze assumiu a presidência da Fenabrave, no final de 2005, ele colocou a questão como prioridade de sua administração. Hoje ele acha que houve um avanço. “Agora existe uma regra. Isto que é importante. Antes não se sabia qual era o prazo para se vender o carro.” Atualmente as locadoras podem revender o veículo 12 meses depois da compra.

Quanto às acusações de que algumas locadoras não cumprem este prazo, Sérgio Reze disse: “É bom deixar claro que a maioria das locadoras, as sérias, não vende carros antes do prazo, mas nós não vamos ficar nas portas das empresas fiscalizando. Esse não é o nosso papel”.

Leia também:

Golfarb credita recorde a estabilidade econômica

Alta do álcool faz Inflação do Carro subir 1,15%

Os mais vendidos

Vazamentos de óleo são defeito mais frequente da frota em SP

Guia de compra - Chevrolet Tigra
________________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
________________________________

E-mail: Comente esta reportagem

Envie essa reportagem para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors