SEGREDO - Chevrolet Agile já roda em São Caetano do Sul

Disfarçado apenas na dianteira e na traseira, modelo foi flagrado abastecendo e saindo da sede da GM no Brasil
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. SEGREDO - Chevrolet Agile já roda em São Caetano do Sul
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Nada melhor do que terminar o mês com um belo furo de reportagem. Que o novo compacto premium da GM se chamará Chevrolet Agile, todo mundo já sabe. Já vimos até desenhos oficiais do carro. Também já o vimos rodando disfarçado em versão final de produção graças ao Argentina Auto Blog, mas ainda não tivemos notícia dele rodando pelo Brasil, nem vimos fotos. Talvez tenha sido por isso que nos coube tirá-las... E aí elas estão.

O Agile foi flagrado saindo da sede da GM do Brasil, em São Caetano do Sul, com disfarces na dianteira e na traseira, exatamente como rodam seus irmãos que andam aparecendo a torto e a direito na Argentina. Os faróis traziam fitas adesivas, assim como as janelas traseiras, para não mostrarem o desenho ousado da carroceria naquele trecho. Bobagem. Os desenhos oficiais já mostram que a coluna C parece mais larga perto do teto e vai se afinando à medida que chega ao porta-malas, mas, enfim, é do jogo.

Também o vimos abastecendo no posto do outro lado da av. Goiás, mas não foi possível fazer imagens do veículo por ali. Foi pena, porque ele estava numa pose muito bacana. Fotogênico, o carrinho...

A exemplo do que já fez com o Chevrolet Prisma, a GM ainda deve colocar diversos protótipos disfarçados como este para rodar, bem como deve soltar informações a conta-gotas até a revelação final do carro, que poderia acontecer bem antes do prazo previsto, em outubro. Faz parte da estratégia para manter o nome do carro na boca do povo. E dá certo.

Ao contrário do que imaginávamos, o Agile será vendido não só por aqui, na América do Sul, mas no mundo todo, como comprova o flagrante do carro em Nürburgring, na Alemanha, por nossos parceiros da Automedia. O carro chegou a ser confundido pelo serviço de informações europeu como o novo Lacetti, mas este é um modelo médio, mais exatamente o Cruze.

O Agile também deve ir para os EUA, onde substituirá o Aveo, informação confirmada pela revista Motor Trend. Aliás, o Viva será fabricado por lá mesmo. A fábrica de Lake Orion, em Michigan, já foi confirmada como a dona dessa responsabilidade.

Anti-Fox

No material de divulgação da GM, que acompanha as imagens, a marca se limita a dizer que o Agile foi inteiramente desenvolvido no Brasil, a um custo de US$ 400 milhões, e que ele tem um ponto H alto. Isso equivale a dizer que o motorista se senta em posição mais elevada do que em outros carros da empresa, o mesmo que acontece com o VW Fox e com o Fiat Mille. Essa posição de dirigir, além de ser adorada pela maioria das mulheres o que já demonstra o público que a GM visa com o Agile, também permite um aproveitamento maior do entreeixos do carro. Como ele será relativamente grande, pode-se esperar por um bom espaço interno.

O novo Agile terá um entreeixos de 2,51 m, com a versão sedã um pouco maior do que isso, para competir com o Fiat Linea, Toyota Corolla e o futuro VW Polo Sedan, que também terá entreeixos mais longo para entrar no segmento de sedãs médios propriamente ditos, substituindo o combalido VW Bora. O Honda City já chegou ao mercado, sendo inicialmente produzido no Brasil, passando à Argentina quando a fábrica da Honda naquele país ficar pronta.

A plataforma do novo carro deve ser a Gamma II, a mesma utilizada no Corsa de quarta geração, o chamado Corsa D, que o WebMotors mostrou no Brasil em outubro de 2007 com a ajuda de um leitor que não podia se identificar. Nem ele nos contou, na época, que o Corsa D tinha vindo ao Brasil para o desenvolvimento do Viva, mas devia ser disso que se tratava. Em todo caso, a revista Quatro Rodas diz que ele foi feito sobre a base do Prisma. É o tipo de dúvida que só dá para matar no lançamento, mas não nos parece nada improvável. Pelo contrário. Infelizmente, é até algo previsível, para corte de custos.

A motorização do carro deve continuar a ser a mesma do Corsa atual, ou seja, uma versão do 1,4-litro e uma do 1,8-litro melhorada, a exemplo do que foi feito com o motor de 2 litros do Vectra Next Edition e do Vectra GT, que agora tem 140 cv em vez dos 121 cv do antigo. O 1,8-litro passará de 114 cv para 129 cv com álcool.

Além do modelo hatch, com três e cinco portas, chegarão ao mercado também a versão sedã, picape, minivan e utilitário esportivo, já apresentado como o conceito GPix. Isso fecha os seis produtos que a GM disse que fabricaria para a família Viva.

Se você, leitor, conseguir flagrar algum deles no Brasil, não hesite em entrar em contato pelo e-mail editorial@webmotors.com.br e nos enviar as imagens, pelas quais não haverá nenhuma outra remuneração que não o gosto de dividir a novidade com os outros leitores. Não se esqueça de autorizar expressamente a publicação das fotos e também de nos contar a história do flagrante. A comunidade de leitores agradece!

_________________

Twitter
_________________

Gosta de compactos premium?

Então veja aqui em nossos estoques a melhor oferta para você:

VW Polo

Fiat Punto

Chevrolet Corsa

Ford Fiesta

Citroën C3

Leia também:

SEGREDO - Dodge Dakota deve ser feita na Argentina pela Fiat

GM divulga primeiras imagens oficiais do Chevrolet Agile

SEGREDO - Dacia Duster tem parentesco com Nissan Qashqai

OFICIAL - Bentley chega ao Brasil no último trimestre de 2009

<
Nissan Sentra SE-R, estrela do Quatro Rodas Experience, pode vir ao país

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors