WebMotors anda no carro elétrico Nissan Leaf em São Paulo

Totalmente silencioso e de fácil manuseio, modelo é o exemplo de um automóvel para um mundo fictício e ideal
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. WebMotors anda no carro elétrico Nissan Leaf em São Paulo
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

– A Nissan convidou o WebMotors para dar uma volta no Nissan Leaf ao lado do Playcenter. Apesar de o local escolhido estar ao lado de um que já foi o maior parque de diversões da América Latina, a brincadeira não foi tão boa assim. A programação que faz parte do novo evento de relacionamento da Nissan, Nissan Inova Show - “Um evento que percorrerá mais de 30 cidades, levando a experiência da marca e o conceito de inovação japonesa da Nissan para mais de 100 mil pessoas, ao longo de um ano” – que leva você a um rápido passeio no Nissan Leaf e no Nissan March, além de todos os outros modelos da marca.

Pois é, a brincadeira só não foi tão boa assim porque a nossa volta com o Nissan Leaf ficou reservada por inúmeras restrições. Rodamos em um dos oito modelos totalmente elétrico que a Nissan trouxe ao Brasil em um circuito totalmente programado por cones, em uma velocidade máxima de 20 km/h. Valeu apenas pela sensação e oportunidade de conhecer como o modelo funciona. Se você tiver como participar de um Inova Show. Vá ver de perto o Nissan Leaf que ele é legal. Trata-se de um modelo que mostra uma tendência que demorará a chegar aqui, mas que em alguns lugares do mundo já é bem real.

Impressões ao dirigir

Sem a chave, aperto o botão e pronto. O sistema de proximidade do chaveiro da chave é semelhante ao dos companheiros Nissan Livina e Tiida. Sem nenhum barulho, como se eu estivesse ligando um computador, o Nissan entra em ação. Você só consegue descobrir que a operação foi concluída quando as luzes indicativas do painel se acendem. Sem o menor esforço, movimento a alavanca no console para a posição D, em seguia aperto suavemente o acelerador. A diferença do seletor de velocidade do Leaf para a dos modelos automáticos a gasolina está na suavidade do movimento. Outro detalhe é que a posição P está marcada por um botão. Ainda na alavanca, o Leaf oferece a forma de condução econômica ou normal. Nada de esportividade no caso do elétrico, se você quiser correr vai comprar um V-oitão. O econômetro do Nissan Leaf são arvorezinhas digitais localizadas no visor acima do campo de visão do volante. O painel digital tem velocímetro, indicador de temperatura da bateria, medidor de energia, medidor de energia restante, indicador de nível de capacidade, um display de autonomia e Eco indicator. O monitor padrão tem um GPS não estava funcionando e nem funciona no Brasil que exibe a “área de alcance”, ou seja, até onde você consegue chegar com o Leaf, bem como uma indicação das estações de carregamento próximas.

O que mais impressiona no Nissan 100% elétrico é o silêncio, o carro não faz barulho algum. Durante a apresentação técnica, os engenheiros da Nissan explicaram que uma das maiores dificuldades no desenvolvimento do Leaf ficou por conta do isolamento acústico, uma vez que em carros a combustão o barulho do motor acaba compensando o de algum suposto ruído. O ar-condicionado funciona à todo vapor, porém em caso de viagens mais longas o Nissan lhe propõe por meio da central uma melhor autonomia ou um ar climatizado. Fica ao seu critério. O volante é mais leve que um modelo eletro-hidráulico, afinal de contas ele é totalmente elétrico. A linha de chegada chegou com gosto de quero mais, ou melhor, com gosto de pular as cercas e enfrentar aquele trânsito caótico da avenida Marginal Tiete. Aí sim, poderíamos ver como o Nissan Leaf se sairia! Segundo assessoria de imprensa da Nissan, em outra oportunidade o WebMotors poderá avaliar o Leaf em ruas de verdade.

Nissan Leaf – Apresentação:

Considerado pela Nissan o primeiro carro 100% elétrico fabricado em larga escala, o Nissan Leaf foi lançado em 2010 e já pode ser comprado nos Estados Unidos, Japão e alguns países da Europa. Desenvolvido em uma carroceria hatch o Nissan Leaf promete uma autonomia de 160 km, distância equivalente a de Piracicaba, interior de São Paulo, à capital. A velocidade máxima que você consegue atingir com o Leaf é de 145 km/h, o motor elétrico localizado no capô dianteiro tem 80 kW 107 cv de potência e 280 Nm de torque.

Para recarregar completamente a bateria, composta por 48 módulos e 4 células, que fica alojada abaixo dos bancos do motorista, são necessárias 8 horas, em uma tomada de 220 volts. A carga rápida, usando uma tomada de 400 volts, consegue recompor a energia em 80% em apenas 30 minutos.

Os próprios representantes da Nissan admitiram que o pacote de bateria íon de lítio perde autonomia conforme o tempo. Um exemplo citado é o de 80% dentro de um período de 5 anos, e assim por diante. Com a regra abaixo do braço o consumidor que comprar o Leaf tem garantia de 8 anos ou 160.000 km, dependendo da condição do uso.

Não pense que o Leaf só gasta energia, ele tem um sistema regenerativo que aproveita a força da frenagem para alimentar novamente a bateria. Ou seja, ao invés de desperdiçá-la quando o motorista aciona os freios ou reduzir a velocidade tirando o pé do acelerador, um motor elétrico atua como um gerador elétrico, convertendo a energia que seria dissipada em aproveitada. Calcula-se que para cada parte de energia da força aplicada, cerca de 40% seria reaproveitada com a frenagem regenerativa.

Interatividade ao extremo

Antigamente você precisava dar a partida no carro a álcool para esperar o motor chegar à temperatura ideal de trabalho. Com o Leaf você pode deixar o carro na temperatura interna ideal sem tirá-lo da tomada, por meio do seu celular. Você programa o clima interno do carro antes de desconectá-lo da tomada. A vantagem que se leva é a de poder sair com o carro fresquinho sem desperdiçar energia da bateria, aproveitando o máximo da tomada.

Os motoristas do Nissan LEAF poderão utilizar telefones celulares com acesso à web para ligar o ar-condicionado e configurar funções de recarga remotamente, mesmo quando o veículo estiver desligado. Um timer de bordo controlado de forma remota também pode ser programado para iniciar a recarga.

Nos EUA, o Nissan Leaf é comercializado por US$ 32.700, sem contar os descontos proporcionados por cada governo. Na Califórnia o usuário abate US$ 5 mil, no Colorado US$ 6 mil, no Havaí US$ 4,5 mil e no Tennessee US$ 2,5 mil. Quando a bateria chega ao fim, o usuário tem de desembolsar cerca da metade do valor do carro, mas segundo a Nissan existe a possibilidade de arrumar células ou módulos antes do decreto de morte do carro.

As vantagens de um automóvel elétrico diante de um movido a combustão são várias. No modelo limpo não é necessário trocar o óleo ou o filtro, assim como reparar velas ou regular válvulas. Porém, se você espetar o Leaf em uma tomada de 220 volts da sua casa para carregá-lo em 8 horas, será o mesmo que você ligar um forno elétrico por 8 horas. Ambas as situações indicam um consumo de 3,3 kW/h. A Nissan oferece uma situação para tomadas de 110 volts, com um tempo necessário de 20 horas para a carga máxima, seria o equivalente a um microondas ligado durante todo este período. O valor sugerido para o kW/h em São Paulo é de 20 centavos, logo, o valor de uma recarga para o Leaf na capital na tomada de 220 volts ficaria em R$ 5,28. Para você rodar 160 km com um carro flexível é necessário usar 16 litros de álcool. Com um preço médio de R$ 1,80, o desembolso para percorrer a mesma distância seria de R$ 28,8.

Pílulas

- O Nissan Leaf passou no crash teste. Suas baterias são a prova d’água e não pegam fogo
- Em temperaturas mais baixas as baterias de íon de lítio funcionam melhor
- Com o Proálcool bem aquecido, dificilmente carros totalmente elétricos cheguem por aqui
- O valor estimado para ter um Leaf importado no Brasil, caso fosse possível fazer essa operação, é de US$ 230 mil
- Os oito Leaf que estão no Nissan Inova estão registrados como veículos de demonstração
- O conjunto de baterias do Nissan Leaf pesa 290 kg

Gosta de hatches médios?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Chevrolet Astra

Audi A3

VW Golf

Fiat Stilo

Fiat Tipo

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors