Volkswagen Passat ganha versão GTE

Variantes sedã e perua do modelo ganham configuração ecologicamente correta
  1. Home
  2. Paris
  3. Volkswagen Passat ganha versão GTE
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


A exemplo do Golf, o Passat também ganhou a versão GTE, assinatura para os veículos híbridos da Volkswagen. A apresentação oficial da configuração ecologicamente correta tanto da variante sedã, quanto da perua, será realizada durante o Salão de Paris, na França, que abre as portas do dia 4 de outubro.

A promessa é de que o veículo proporcione consumo médio de 50 km/l, além de emitir 45 gramas de gás carbônico por quilômetro rodado. Isto é, com um tanque cheio (com capacidade de 50 litros), é possível aferir autonomia em torno de 1.000 quilômetros.

Os responsáveis por tal façanha são o motor à gasolina turbinado de 1,4 litro e 158 cv, aliado a um propulsor elétrico de 116 cv. O gerenciamento do conjunto fica por conta de uma transmissão automatizada de dupla embreagem e seis velocidades.

Esteticamente falando, o maior diferencial do Passat GTE está no filete azul presente na grade. Aliás, nela é que está presente o conector para o carregamento da bateria de íon-lítio. O procedimento pode ser iniciado por meio do aplicativo Car-Net, que também é capaz de gerenciar a climatização do carro à distância por meio de um smartphone.

Outros diferenciais estéticos da versão GTE em relação às configurações convencionais são para-choque redesenhado com faróis em LED com acendimento diurno, rodas de 17 polegadas e ambientação em azul para o interior.

O Passat GTE começa a ser vendido na Europa a partir do segundo semestre de 2015.

Consulte preços do Passat na Tabela Fipe WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors