Punta-Tacco e Ferrari: a arte italiana de fazer curvas

Para demonstrar a famosa manobra, usamos um modelo que transpira esportividade: F355 Berlinetta
  1. Home
  2. Vídeos
  3. Punta-Tacco e Ferrari: a arte italiana de fazer curvas
Renato Bellote
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

O nome é conhecido e lembra alguma coisa familiar. Na verdade o punta-tacco é uma das manobras mais clássicas do automobilismo. Aliás, de sua época áurea. Do tempo em que pilotos guiavam enquanto motoristas apenas dirigiam e havia uma preocupação em preservar essa característica.

 

Basicamente a manobra, conhecida pelos norte-americanos como heel and toe, consiste em frear e acelerar ao mesmo tempo. Mas como fazer isso? Simples. Com a chegada da curva basta frear (punta), pressionar a embreagem, enquanto o calcanhar (tacco) dá um ligeiro toque no acelerador, mantendo o giro alto.

 

Essa manobra, que os esportivos atuais fazem de forma autônoma e sem o mesmo charme, protege o conjunto de transmissão, de modo a evitar aquele tranco que geralmente ocorre durante as reduções, nas ruas e – com mais ênfase – nas pistas.

 

Há duas semanas publiquei a matéria sobre o curso de pilotagem esportiva e o movimento ficou mais do que evidente no final da reta e em outros trechos do autódromo, sendo verdadeiramente obrigatório em um carro de pista.

 

Impressões ao volante

Agora vem a parte divertida. Para demonstrar isso de forma clara escolhemos um ícone italiano, que transpira velocidade, esportividade e muita emoção. A Ferrari F355 Berlinetta é um daqueles carros únicos, que entrega essencialmente o prazer de dirigir.

 

Vale lembrar que o bólido traz o motor V8, com 3,5 litros e 380 cv. Tudo isso a 8.250 rpm, o responsável pelo ronco estridente, que fica mais agudo à medida que pisamos fundo no acelerador. Esse exemplar, inclusive, já foi destaque da coluna há alguns meses.

 

E o melhor de tudo é a transmissão manual de seis velocidades, com as marchas correndo na grelha e provocando o ruído metálico único dos modelos de Maranello. Gravar essa matéria foi bem divertido, assim como ouvir os punta taccos e o ronco da macchina com o giro no ponto certo.

 

Nada melhor do que um domingo chuvoso com três pedais e um dos carros mais desejados do planeta.

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors