Novo Supra renasce como Toyota, mas com alma alemã

Esportivo icônico volta à cena depois de 17 anos com muitas partes em comum com a BMW

  1. Home
  2. Notícias
  3. Novo Supra renasce como Toyota, mas com alma alemã
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O lendário Toyota Supra finalmente retorna. Depois de muitas especulações, protótipos, sketches, som do motor, vazamento de fotos e outros inúmeros acontecimentos em torno do esportivo, a marca japonesa oficializa a volta do A90 agora em sua quinta encarnação. O modelo marcou época no final dos anos 1990 em sua quarta geração – principalmente no primeiro filme da franquia Velozes e Furiosos. Com design bastante fiel ao conceito FT-1, mostrado em 2014, no Supra chega com a nostalgia de outrora, mas rodeado de polêmicas. Os mais ferrenhos entusiastas podem se decepcionar. O novo Supra é um BMW disfarçado.

Apesar de concebido em parceria, a BMW parece ter tomado as rédeas do projeto  – a Toyota vai contribuir com suas tecnologias híbridas e elétricas nos futuros carros da BMW. A plataforma é a mesma que deu origem ao Z4 – dividir os custos voltou à moda. São 4,38 metros de comprimento e 2,46 de entre-eixos, o novo Supra é mais compacto que o antecessor. A massa é de 1.545 kg distribuídas 50% para cada eixo – algo que os alemães entendem bem.

icon photo
Legenda: A nova geração A90 traz diversos elementos estéticos do conceito FT-1
Crédito: Divulgação

O motor é igual, o B58: seis cilindros em linha 3.0 turbo das versões M40i dos carros alemães. Esperava-se mais. No Toyota são os mesmos 340 cv entre 5.000 e 6.500 rpm e 51 kgf.m de torque disponíveis entre 1.600 e 4.500 giros. Com a transmissão automática de oito marchas e tração traseira, o Supra leva 4,3 segundos para atingir os 100 km/h e tem velocidade máxima limitada eletronicamente a 250 km/h.

icon photo
Legenda: O interior tem diversos itens em comum com o BMW Z4
Crédito: Divulgação

As semelhanças não por aí. Com exceção do painel de instrumentos, os designers da Toyota parecem apenas ter trocado o logotipo do volante. Bancos, console, botões, alavanca de câmbio e até a central multimídia iDrive com a mesma interface está lá. Claro, com o desenho do Supra em vez de um BMW. O Supra traz recursos tecnológicos interessantes como suspensão adaptativa com dois ajustes (Normal e Sport) e um pacote opcional de assistentes de condução. As vendas começam até o final do ano com preços entre US$ 50 mil e US$ 55 mil, dependendo da versão. E no Brasil? Bom, não devemos ter o Supra por aqui.

icon photo
Legenda: O 3.0 seis cilindros com turbo de duplo fluxo produz 340 cv
Crédito: Divulgação
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors