Governo suspende uso de radares móveis no Brasil

Presidente anula uso dos equipamentos a partir de segunda (19); medida vale para radares móveis, estáticos e portáteis

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Governo suspende uso de radares móveis no Brasil
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O presidente Jair Bolsonaro determinou que o Ministério de Infraestrutura suspenda o uso de radares do tipo móvel, estático ou portátil a partir da próxima segunda-feira (19). A afirmação foi feita na manhã desta quinta-feira (15) e será válida até que o ministério "conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas".

Vale destacar que os radares fixos continuam em funcionamento. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União e, de acordo com o texto, tem como objetivo "evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade".

O presidente, contudo, não apresentou qualquer dado para justificar sua medida. De acordo com ele mesmo, os radares móveis no país funcionam como "pegadinha" ou "caça-níquel".

Ainda em relação aos radares fixos, Bolsonaro afirmou que não determinou o fim desse tipo de equipamento pois eles fazem parte de contratos de concessão. "O radar fixo não está nessa relação, o fixo não está porque tem contrato. Não posso mexer, não vamos alterar", declarou ao deixar o Palácio da Alvorada nesta quinta.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors