Renault Kwid aparece, mas ainda em versão conceito

Modelo chega em meados de 2017 com motor 1.0L de três cilindros e pegada forte em segurança

  1. Home
  2. Salões
  3. Renault Kwid aparece, mas ainda em versão conceito
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Quem esperava pelo Salão do Automóvel de São Paulo para conhecer a versão de produção do Renault Kwid vai ficar frustrado. A marca resolver mostrar ao público uma variação show car chamada de Kwid Outsider Concept, que foi desenvolvido pelo Renault Design América Latina.

Um ponto polêmico logo de cara é qual será a categoria do modelo. A Renault pega onda na moda dos SUV e tem chamado o seu novo modelo de SUV subcompacto. Porém, ele pode ser facilmente comparado com um hatch. As medidas, por exemplo, deverão ser próximas as do Fiat Mobi Way. Aliás, o jeitão é bem parecido.  

O plano inicial da marca era trazer a versão final do Kwid para a mostra, porém mudou de planos e focou seus esforços no Captur, que começou a ser feito no Brasil na semana passada.

O modelo, que começará a ser vendido no Brasil em meados de 2017, guarda algumas diferenças com a versão que já é vendida na Índia. A principal delas e em relação a segurança. O Kwid brasileiro virá equipado de série com quatro airbags, sendo dois dianteiros e dois laterais. Além disso, trará dois pontos Isofix no banco traseiro para colocação de carrinhos de bebê.

A estrutura também foi reforçada para deixar a carroceria mais rígida. Com isso, o peso final do veículo foi aumentado em 200 quilos em relação ao modelo que é comercializado na Índia.

O espaço interno é para quatro adultos. Para manter os custos baixos, o modelo abusa dos plásticos, em compensação a central multimídia é a mesma utilizada nos irmãos mais refinados, Duster e Captur.

NOVO MOTOR 1.0L

Por aqui, o Kwid será vendido com o novo motor 1.0L de três cilindros  da Renault, que também foi apresentado no Salão de São Paulo. Chamado de SCe, o propulsor que será feito no Paraná é uma dos mais modernos da marca. Com bloco em alumínio o motor produz até 82 cavalos de potência máxima quando abastecido com etanol e 79 cv, com gasolina. Segundo a marca, o novo propulsor consome até 19% menos na comparação com a motorização anterior.

A empresa chegou a cogitar trazer uma versão de entrada equipada com um inédito propulsor 0,8L com uma potência em torno dos 60 cv. Porém, por enquanto, os planos foram adiados.

icon photo
Legenda: Renault Kwid
Crédito: Renault Kwid

A marca briga para ter um preço competitivo e talvez ser o compacto mais barato do país. Para isso, terá que se esforçar para ter um preço final inicial abaixo dos R$ 30 mil.

A garantia será outro ponto de destaque do modelo. A Renault trabalha com a possibilidade de oferecer cinco anos de garantia para o Kwid.

Guia do Salão 2016

Confira o Guia Completo do Salão 2016 WM1. Separamos tudo que você precisa saber sobre o maior evento automotivo da América Latina!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors