Novas placas veiculares entram em vigor em 6 meses

Modelo que segue o padrão do mercosul deve identificar veículos novos a partir de 1º de setembro
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Novas placas veiculares entram em vigor em 6 meses
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Após dois adiamentos, o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) publicou no Diário Oficial desta sexta-feira (9) a resolução que altera o modelo de placas de identificação dos veículos brasileiros. O novo desenho segue o padrão do Mercosul e deve ser implementado a partir de 1º de setembro.

Primeiramente, o novo padrão será obrigatório para veículos zero quilômetro, além daqueles que passarem por processo de transferência de cidade ou propriedade ou quando houver necessidade de substituição de placa. No caso de veículos usados, o prazo para atualização é até dezembro de 2023. Mas, quem quiser já pode fazer a troca antes deste período.

O novo padrão utiliza as mesmas medidas da placa brasileira: 40 cm de largura por 13 cm de altura. Para motos, o tamanho também segue o mesmo das atuais. O fundo será sempre branco com as letras variando de cor para cada categoria - carro de passeio, cor preta; para veículos comerciais, vermelha; carros oficiais, azul; em teste, verde; diplomáticos, dourado; e de colecionadores, prateado.

O nome do país estará na barra azul em cima. Marcas d’agua e um código QR, que pode ser lido por celulares, também estarão na nova placa para evitar adulterações. Desta forma, as placas não terão lacres. Como não há ordem entre letras e números, existem mais de 450 milhões de combinações possíveis.

As categorias dos veículos também serão divididas por cores: convencional (branca), particular (preta), comercial/aprendizagem (vermelha), oficial (azul), experiência (verde), diplomático (dourado) e colecionador (prateado).

Preço para troca

De acordo com o Denatran, o preço para substituição das placas será o mesmo cobrado atualmente. Para carros, caminhões e ônibus, os valores variam de R$ 89,05 a 214,57. No caso de motos, a variação é de R$ 78,69 a R$ 182,39. Por fim, as identificações de reboques e semirreboques têm preços que vão de R$ 81,62 a R$ 183,30.

O novo padrão já foi implementado na Argentina e no Uruguai. No Brasil, o primeiro para mudança era janeiro de 2016 e depois mudou para 2017, sem mês específico.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors